domingo, 4 de abril de 2010

Mordidas

Olá, queridos frequentadores do blog.
Estou ocupadíssima e felicíssima com meu bebê, estará completando 60 dias no próximo dia 12, motivo por estar deixando de postar com frequência.
Nos últimos dias recebi comentários a respeito de mordidas, por isso, encontrei um tempinho para deixar minha opinião a respeito do assunto:


Mordidas:

  • criança morde devido a fase oral;
  • criança deixa de morder com muita frequência a partir do momento que passa a desenvolver a linguagem;
  • morder na educação infantil não é tido como agressão;
  • a criança morde quando se sente:
  • triste;
  • enciumada;(disputa de atenção - casa = novo irmão / escola = novo amigo na sala)
  • pela disputa de brinquedo;
  • feliz/euforico;
  • pais incentivam desde cedo as mordidas com atitudes de morder de brincadeirinha (que mãe já não teve a atitude de ao trocar o bebê tocar com os dentes o pequenino de barriguinha e perninhas grossas, deixando claro e em bom tom que é fofo ou lindo que dá até vontade de morder? )
  • falta de rotina atraente na escola, atividades que estimulem os sentidos, promovam movimento, tempo demais na mesma atividade ou ambiente, falta de material (ex: 12 bebês e apenas 2 bolas para estimulação)
  • No ambiente escolar requer alguns cuidados :
  • Criança que morde - professor deve ficar atento , para evitar que as mordidas aconteçam, se acontecer com frequência, contactar os pais para verificar se há mudança na rotina familiar, não há necessidade de hostilizar o pai da criancinha que mordeu o coleguinha, nem expor a mordida, o diálogo é a fonte de conhecimento, respeito, tolerância e compreensão (ação hostil por parte do profissional , resultado de professor desinformado e mal preparado / o ataque é a defesa dos ignorantes);
  • Atenção: aquele que morde têm preferência por determinados coleguinhas;
  • Criança mordida - Como lidar com os pais?O professor deve acolher e explicar ao pai o ocorrido, escolas desde matrícula devem trabalhar o tema com os pais, para os pais sempre é doloroso pegar o filho na instituição com alguma mordida , a partir do momento que conhece os motivos (morder faz parte da faixa etária que está sendo vivenciada pela criança) a reação, a aceitação será melhor, mediante ao fato , sendo de extrema importância também o profissional lavrar em livro de ocorrências a mordida, para que evite transtornos ainda maiores (como mancha roxa no dia seguinte, responsável por vir buscar a criança, esquecer de avisar os pais ou bilhete no caderno de recados);

Espero ter ajudado.

Beijos.

2 comentários:

Sara disse...

eu sou sara,gostei desse texo fiquei mas calma em ler esse texto,hoje foi comunicada q meu filho tinha mordido um coleguinh a,ele estuda no infantil 3 dai fiquei constragida. ao conversar com meu filho,o pq q ele tinha mordido ele disse q o coleguinha dele tinha pegado o mickey dele.e com isso estou arrasada mas esse texto me ajudou fiquei mas tranquila.

Edelmana Acioly disse...

Paulinha seu blog é um arraso estou trabalhando com berçario pela primeira vez, e não é fácil ainda há quem diga que berçario só é colocar uns brinquedinhos e deixar a criança lá e tem muitos profissionais da Ed. Infantil com esse pensamento. Tem que ter um conhecimento para poder dá segurança aos pais como tu mesma coloca em das tuas falas o diálago é a fonte de conhecimento, tolerância, paciência... tirei um montão de dúvidas e estou apaixonada pelo berçario e por este teu blog muito educativo parabéns estou te seguindo também tenho um blog manaarts.blogspot.com